Segunda, 06 Maio 2013 11:56

Terça, 7 de maio de 2013

Escrito por

Evangelho (João 16,5-11)

 

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Agora, parto para aquele que me enviou, e nenhum de vós me pergunta: ‘Para onde vais?Mas, porque vos disse isto, a tristeza encheu os vossos corações. No entanto, eu vos digo a verdade: É bom para vós que eu parta; se eu não for, não virá até vós o Defensor; mas, se eu me for, eu vo-lo mandarei. E quando vier, ele demonstrará ao mundo em que consistem o pecado, a justiça e o julgamento: o pecado, porque não acreditaram em mim; a justiça, porque vou para o Pai, de modo que não mais me vereis; e o julgamento, porque o chefe deste mundo já está condenado”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Ana Carolina

Equipe tribboo

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Segunda, 06 Maio 2013 11:36

Segunda, 6 de maio de 2013

Escrito por

Evangelho (João 15,26–16,4a)

 

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Quando vier o Defensor que eu vos mandarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim.
E vós também dareis testemunho, porque estais comigo desde o começo. Eu vos disse estas coisas para que a vossa fé não seja abalada. Expulsar-vos-ão das sinagogas, e virá a hora em que aquele que vos matar julgará estar prestando culto a Deus. Agirão assim, porque não conheceram o Pai, nem a mim. Eu vos digo isto, para que vos lembreis de que eu o disse, quando chegar a hora”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Ana Carolina

Equipe Tribboo
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Sexta, 03 Maio 2013 16:56

Domingo, 5 de maio de 2013

Escrito por

Evangelho (João 14, 23-29)

 

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro me odiou a mim. Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia.
Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: ‘O servo não é maior que seu senhor’. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Ana Carolina

Equipe Tribboo

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Sexta, 03 Maio 2013 16:48

Sábado, 4 de maio de 2013

Escrito por

Evangelho (João 15,18-21)

 

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro me odiou a mim. Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia.
Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: ‘O servo não é maior que seu senhor’. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Ana Carolina

Equipe Tribboo

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Sexta, 03 Maio 2013 15:34

Sexta-Feira, 3 de Maio de 2013

Escrito por

Evangelho (João 14,6-14)


— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus disse a Tomé: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes”. Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!” Jesus respondeu: “Há tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Filipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: ‘Mostra-nos o Pai’? Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras. Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acre­ditai, ao menos, por causa destas mesmas obras. Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai, e o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes algo em meu nome, eu o realizarei”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Ana Carolina

Equipe Tribboo

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

A Paz de Jesus a você músico católico.

 

 

Por muitas vezes ouvimos definições de músicos acerca da musicalidade católica e do crescimento da visibilidade. Quem diria que nestes tempos teríamos irmãos músicos católicos com tanta propaganda, marketing e estrutura como se faz no mundo? Quando poderíamos imaginar que a Igreja católica teria músicos como referência de qualidade? Talvez tenha chegado nossa hora. Mas, será que é só isso? O músico católico quando chega no auge sua “carreira” acabou? E o músico que serve na paróquia? Que nunca estampou revistas, ou Cds, ou DVDs, mas quando tocam ou cantam curam, libertam e convertem corações nas missas ou nos louvores em grupo de orações e eventos?

 

Afinal qual é a função do músico católico?

 

 

O músico exerce uma função importante na liturgia e também nos momentos de louvor. Não importa se este grava um CD por ano ou que toque nas missas semanais para três pessoas, Jesus nunca precisou de multidão para fazer a vontade do Pai. Ao ler o capítulo 8 de São Mateus você verá que Jesus realiza diversas curas, umas em público outras a sós. Na verdade o palco da vida é um só. O que precisa estar muito presente em nosso coração é a dinâmica da espiritualidade. A espiritualidade do músico católico deve ser voltada para a experiência católica. 

Você sabia que existem músicos que não participam da missa? Que não rezam o terço? Que não oram em línguas? Entre outras atrocidades, como será a musicalidade desta pessoa? Por mais que ela fale de Deus sua música será vazia.


Nós também não precisamos ficar dependentes de harmonias ou estilos da música secular para colocar na música católica, a não ser que você queira apenas ganhar dinheiro com a música católica, se esse for o seu pensamento é melhor parar ou sair, deixe de ser covarde e tente a vida, ganhe dinheiro com a música, tente ser feliz assim...

 

Mas se a sua intenção primeira é glorificar o nome de Deus e santificar os fiéis com sua arte, seja bem vindo.

 

Algo importante também é a intimidade com o Espírito Santo, porque a música é propriedade Dele, é obra de Deus, por isso a inspiração da música católica precisa vir do Espírito Santo. Pois, assim, ganha-se em unção, em eficácia, porque o Espírito Santo é a criatividade por excelência. É Ele quem dá a criatividade, então, não há necessidade de buscá-la em outras fontes.


A música, então, precisa brotar da oração e não de um acorde. O acorde é Deus quem vai dar. Conheço muitos músicos e, partilhando com eles sobre o nascimento de uma música, sei que ela vem de um momento de oração e Adoração Eucarística. 

A música católica não é feita para fazer sucesso. O sucesso que Deus quer são almas salvas, vidas transformadas, pessoas curadas! E a música tem este poder. Assim como tem o poder de fazer uma pessoa se embriagar, se drogar – como vemos, por exemplo, nas festas rave – ela tem o poder de transformar uma vida. Nós precisamos "virar a mesa", virar o jogo e apresentar uma música pura, que vem do Céu e transforma vidas.

 

Seja bem vindo músico-guerreiro de Cristo!!!!

Rodrigo Peres – músico católico

Missão Luminis

Paróquia Divino Salvador - RJ

Domingo, 17 Março 2013 20:44

LEVE A SÉRIO A MÚSICA CATÓLICA - parte 2

Escrito por

Agora imagine você participar de um evento ou até mesmo de uma missa com um músico que não leva a sério o seu serviço? É uma verdadeira tragédia.

Após o Concílio Vaticano II a música sacra modificou bastante. Não temos mais Mozart, Vivaldi entre outros, porém, a quantidade de músicos que participam da sagrada liturgia e da evangelização aumentou. Temos vários exemplos de músicos católicos que atualmente se dedicam a evangelizar desta forma.

No final da década de 1970 e começo de 1980, com a ascensão do movimento da Renovação Carismática Católica, a música católica popular começou a ganhar variedade. Começa a despontar o padre Jonas Abib, da Comunidade Canção Nova, que começou timidamente com suas próprias canções em 1977, depois gravando, aos poucos, as músicas católicas populares que iam sendo compostas, mas também inserindo músicas qualidade sonora.

Para incentivar o surgimento de compositores católicos, começaram a aparecer Festivais da Música Católica, dos quais saíram grandes compositores da atualidade como Nelsinho Corrêa e Eugênio Jorge. Padre Jonas, então, começou a dar prioridade a estes, fazendo sucesso com canções como: "Vem Maria Vem", "Mexe e Remexe", "Estás Entre Nós", "Escolhida", "Brisa Leve", "Te Dar a Paz", "Vem, Espírito de Deus" e "Quem é Esta Que Avança Como a Aurora".

Contemporaneamente a Padre Jonas, a Associação do Senhor Jesus, de uma iniciativa do intérprete Kater, começou a produzir a coleção Louvemos o Senhor, em 1977. Essa coleção segue os moldes do iniciante Padre Jonas, trazendo à tona músicas regionais e levando-as para a realidade católica nacional, junto de algumas canções pentecostais e neopentecostais. São famosas as canções "Senhor, Tu és o Meu Deus Forte", "Pelos Prados e Campinas", "A Alegria", "Glória a Deus", "Porque Ele Vive", "Quero Louvar-Te". A coleção até hoje vem ajudando as pessoas a se encontrarem com Deus. Sendo editada anualmente pela ASJ.

Domingo, 17 Março 2013 20:23

LEVE A SÉRIO A MÚSICA CATÓLICA - parte 1

Escrito por

Não é difícil escutarmos na Igreja frases como “para tocar na Igreja assim está bom”, “é só para tocar ali na Igreja”, “é só para tocar na missa, nada de mais”, “para que estudar música se eu só toco na Igreja?”, “não tenho tempo para estudar música”, tais concepções somente alimentam uma ideia que insiste em permanecer nos leigos que servem na Igreja, o amadorismo.

A música sacra, em sentido restrito (e mais usado), é a música erudita própria da tradição religiosa judaico-cristã. Em sentido mais amplo é usado como sinônimo de música religiosa, que é a música nos cultos de quaisquer tradições religiosas.

Santo Agostinho afirma que "Cantar uma vez é rezar duas" (em latim: Qui cantat, bis orat), sugerindo que há sim pensamentos e sensações que podem ser expressados pela música nos quais uma oração se oferece, separada das palavras da própria oração.

Podemos, então, partindo do pensamento acima, concluir que quem canta mal uma vez REZA MAL DUAS VEZES, ou quem canta uma vez de forma amadora, REZA DUAS VEZES DE FORMA AMADORA. É este o tipo de oração que você quer oferecer a Deus? É esta a música que Deus merece?

A expressão foi cunhada pela primeira vez durante a Idade Média, quando se decidiu que deveria haver uma teoria musical distinta para a música das missas e a música do culto, e tem em sua forma mais antiga o canto gregoriano. A música sacra foi desenvolvida em todas as épocas da história da música ocidental, desde o Renascimento (Arcadelt, Des Près, Palestrina), passando pelo Barroco (Vivaldi, Bach, Haendel), pelo Classicismo (Haydn, Mozart, Nunes Garcia), pelo Romantismo (Bruckner, Gounod, César Franck, Saint-Saëns) e finalmente o Modernismo (Penderecki, Amaral Vieira).

Os nomes acima relatam verdadeiros monstros sagrados da música, estudados até hoje nas escolas e cursos de música. Anos e anos de estudo e dedicação a musica religiosa. Imagine você participar de uma missa em que o ministério de música seria Mozart no piano e Bach no cravo ou violino, por exemplo? Com certeza a cada acorde, a cada arranjo mais perto de Deus você estaria. Certo?

Continua na próxima semana....

O Papa Francisco vai confessar cinco jovens, três homens e duas mulheres, durante sua visita a Feira Vocacional, na Quinta da Boa Vista, no dia 26 de julho. Os jovens, três brasileiros, um venezuelano e um italiano, foram surpreendidos pela notícia no dia de Nossa Senhora Auxiliadora, 24 de maio. O sorteio que escolheu os nomes dos jovens, feito no sistema de inscrição, foi realizado após oração dos diretores do Setor Preparação Pastoral e Inscrição do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ.

Quarta, 05 Junho 2013 11:05

JMJ terá 36 postos médicos e 84 ambulâncias

Escrito por

A estrutura de saúde da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio2013 está sendo projetada para atender à estimativa de público do evento. Ao todo, serão 36 postos médicos e 84 ambulâncias em Copacabana e em Guaratiba. Os peregrinos terão atendimento médico a cada 2 km no trajeto até o Campus Fidei. As empresas responsáveis pelo atendimento já foram contratadas.
Segundo informações do Comitê Organizar Local (COL), da JMJ, foram contratadas empresas idôneas, com autorização da vigilância sanitária e todas as documentações necessárias. Elas estão de acordo com as determinações do Ministério Público. Os contratos já foram fechados. Além disso, toda a estrutura foi idealizada antes da consulta de qualquer órgão público.

Em Copacabana, serão seis postos médicos, com 24 ambulâncias no total para os peregrinos. Além disso, o media center, onde estarão alocados os jornalistas, contará com um posto e duas ambulâncias.

Para contemplar os peregrinos que vão à vigília e à missa em Guaratiba, foi pensada uma estrutura que inclui o trajeto de 13 km. Haverá um posto médico com duas ambulâncias a cada 2 km. Somando o Campus Fidei e a rota de peregrinação, estão previstos 29 postos médicos, com 58 ambulâncias no total.

Estrutura

O projeto para Guaratiba prevê uma variação de público de 900 mil pessoas no sábado, 27 de julho, e 1,5 milhão no domingo, 28 de julho. A expectativa de atendimento é de até mil pessoas por hora.

No percurso até Guaratiba, haverá 11 postos médicos em contêineres, além de três postos médicos sendo um em cada uma das vias de acesso. Haverá também 28 ambulâncias. Dentro do Campus Fidei, haverá 14 postos e 28 ambulâncias para peregrinos. Os jornalistas do media center terão um posto médico e duas ambulâncias.

Os leitos de atendimento médico em Guaratiba também incluem Ressuscitação Cárdio Pulmonar (RCP), além de todos os equipamentos, medicamentos, insumos, mobiliários e recursos humanos necessários à operação de atendimento. Há medicamentos para uso oral, parenteral, nebulização e uso tópico.

Fonte: JMJ Rio 2013

Ana Carolina
Equipe Tribboo
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.