Sábado, 28 Janeiro 2012 14:52

O Papado e a Igreja (2° parte)

Escrito por
alt

50 provas do Novo Testamento atestando
o Papado e o Primado de São Pedro


A doutrina católica do Papado está baseada na Bíblia e é derivada da evidente primazia de São Pedro entre os Apóstolos de Cristo. Como todas as doutrinas cristãs, esta também experimentou um desenvolvimento através dos séculos, mas não perdeu seus componentes essenciais que já existiam na liderança e prerrogativas de São Pedro. Tudo isto foi dado a ele pelo próprioo Senhor Jesus Cristo, como reconheceram seus contemporâneos e foi aceito pela Igreja primitiva. Os dados bíblicos petrinos são evidentes e convincentes pela virtude de seu peso cumulativo. Tal peso é especialmente claro conforme vemos nos comentários bíblicos; seguem-se, assim, as evidências da Sagrada Escritura:

1 - Mt 16,18: "Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja, e as portas do Inferno nunca prevalecerão contra ela". A pedra ("petra", em grego) aqui se refere ao próprio São Pedro e não à sua fé ou a Jesus Cristo. Cristo aparece aqui não como o fundamento, mas como o arquiteto que "edifica". A Igreja é edificada não sobre confissões, mas sobre confessores - homens vivos (v., p.ex., 1Pd 2,5). Hoje, o consenso comum da grande maioria dos pesquisadores e comentaristas bíblicos favorece esta dedução católica tradicional. Aqui diz-se que São Pedro é a pedra-fundamental da Igreja, tornando-o cabeça e chefe da família de Deus (isto é, a semente da doutrina do papado). Além disso, "pedra" expressa uma metáfora aplicada a ele por Cristo em um sentido análogo ao do Messias sofredor e desprezado (1Pd 2,4-8; cf. Mt 21,42). Sem um fundamento sólido qualquer casa desaba. São Pedro é o fundamento, mas não o fundador da Igreja; é o administrador, mas não o Senhor da Igreja. O Bom Pastor (Jo 10,11) nos dá outros bons pastores (Ef 4,11).

2 - Mt 16,19: "Eu te darei as chaves do Reino dos Céus..."
O "poder das chaves" expressa a autoridade administrativa e disciplina eclesiástica com relação às necessidades da fé, como em Is 22,22 (cf. Is 9,6; Jó 12,14; Ap 3,7). É deste poder que surge o uso de censuras, excomunhão, absolvição, disciplina batismal, imposição de penas e poderes legislativos. No Antigo Testamento, o comissário ou primeiro-ministro era aquele homem que estava acima da assembléia (Gn 41,40; 43,19; 44,4; 1Rs 4,6; 16,9; 18,3; 2Rs 10,5; 15,5; 18,18; Is 22,15.20-21).

Sexta, 27 Janeiro 2012 10:12

A Igreja e o Papado. (1° parte)

Escrito por

A Verdade e as "verdades"

images
Uma das mais básicas noções de Lógica é o chamado Princípio da Não-Contradição. Ele pode ser expresso de maneira bastante simples: se duas afirmações se contradizem (por exemplo, "A capital do Brasil é Brasília" e "A capital do Brasil é Buenos Aires"), ou uma delas está certa e a outra errada ou ambas estão erradas.

Deus, que é infinitamente perfeito, evidentemente não pode entrar em contradição conSigo mesmo. Assim sendo, a Verdade só pode ser uma só, e tudo o que a contradiz é errado. Nosso Senhor Jesus Cristo disse que Ele é "o Caminho, a Verdade e a Vida" (Jo 14,6). Do mesmo modo, a Sagrada Escritura nos adverte que há apenas "Um só Senhor, uma só Fé, um só Batismo" (Ef 4,5). Nosso Senhor, antes de ser preso e crucificado, afirma que deu aos Seus discípulos (os Apóstolos, a Igreja) a glória que o Pai Lhe deu para que sejam um, como Cristo e o Pai são Um (Jo 17,22). Isto mostra que, evidentemente, o princípio da não-contradição é válido ao tratarmos da Verdade. O Senhor é único, a Verdade é única, o Caminho é único (Ele não disse que era "uma verdade", ou que era "as verdades"; não disse que era "um caminho", ou que era "os caminhos"); a Fé é única, o Batismo é único. A Igreja verdadeira é também uma só.

Quarta, 25 Janeiro 2012 15:15

Amor Ágape

Escrito por
alt

Amai-vos uns aos outros.

“Filhinhos, ainda por um pouco estou convosco. Procurar-me-eis; e, como eu disse aos judeus, também a vós o digo agora: Para onde eu vou, não podeis vós ir. Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.” (Jo 13, 33-35)

Aqueles homens rudes que nunca pensaram em se doar pelos estranhos e que eram individualistas passaram a se chamar de irmãos. Pedro, inicialmente tão rude em sua personalidade, chamou Paulo de amado irmão em sua segunda epistola. Eles aprenderam pouco a pouco a superar dificuldades e preservar a unidade.

Uma das maiores falhas dos milhões de pessoas foi não caminhar na unidade foi não caminhar nas avenidas da unidade que Ele desejava, deixando-se subjugar pelas diferenças, pelos problemas, pelas disputas.

Cristo ensinou-os a vencer todas as dificuldades. Agora eles tinham subsídios para caminhar na unidade. De todas as características da escola de Cristo, a do amor e a mais elevada e a mais nobre e, ao contrário do que possamos pensar, uma das mais difíceis de compreender, pois ultrapassa os limites da razão lógica.

Quais são as necessidades universais? Necessidades de prazer, de entretenimento, de sonhar, de sonhar, de ter sentido existencial. Amar e á necessidade universal mais sublime e mais difícil. Na prática não é fácil de conquistá-lo. Jesus discursava sobre um amor difícil de ser investigado, que está muito mais além dos limites da sexualidade e dos interesses particulares. Um amor que se doa e que se preocupa mais com os hortos que consigo mesmo.

Cristo tinha uma meta tão elevada sobre o amor, que tanto seu discurso como suas atitudes ultrapassavam os limites da lógica e da psicologia. Certa vez ele disse:

“Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus.” (Mt 5, 43-44)

Com essas palavras Cristo atingiu os limites mais altos, mais do amor, da tolerância e do respeito Humano. Se nosso amor é tão exclusivista, como é possível amar os nossos inimigos? Nenhum humanista chegou a tal ambição.

Quem mais conseguiu absorver o amor que Cristo ensinou, sem dúvida foi Paulo. A maior obra literária que discursa sobre o verdadeiro amor está 1Cor 13, 4-7: Paulo fala sobre o amor com o mesmo sentimento e conhecimento que Jesus falava.

_O amor é paciente:

Quem ama custa a ficar zangada, nunca levanta a voz ou perde a calma.

_O amor é prestativo:

Quem ama é uma pessoa bondosa e criativa em pôr sua benignidade em prática. Elogia em vez de criticar. Vê sempre algo positivo.

_ O amor não é invejoso:

Quem ama não tenho ciúmes, não fica inseguro, não deseja o que é do outro.

_O amor não se ostenta:

Quem ama não procuro ser o centro de tudo, não se gaba das habilidades diminuindo os outros.

_O amor não se incha de orgulho:

Quem ama não é arrogante, não procura fama.

-O amor nada faz de inconveniente:

Quem ama não é grosseiro, não é debochado, não é crítico e procura ser cortês.

_ O amor não busca seus interesses:

Quem ama, não focaliza em si, não é possessivo, não vive exigindo direito e que façam a sua vontade.

_ O amor não se irrita:

Quem ama não exaspera, não fica amargurado, nem defensivo, etc.

_ O amor não guarda rancor

Quem ama confia em quem ama, é capaz de perdoar, não se vingar.

_ O amor não se alegra com a injustiça

Quem ama não fica alegre quando quem ama falha, nem quando recebe a justa punição, nem quando recebe injustiça.

_ O amor se alegra com a verdade.

Se alguém recebe elogio que caberia a mim, eu também fico alegre.

_ Tudo desculpa

Quem ama não guarda raiva nem rancor.

_ Tudo crê

Confia nas pessoas e no seu valor diante de Deus.

_ Tudo espera

Creio sempre que Deus age na vida das pessoas.

_ Tudo suporta

Sou capaz de suportar todas as intempéries da vida? Não fico desanimado, nem triste.

Muitos podem estar agora pensando como amor que Paulo retratou na carta de Coríntios é difícil de viver. A este amor denominamos amor ÁGAPE. - Amor que se dá e se sacrifica pelos outros.

Tenho vivido este amor?

A caridade é no meu dia-a-dia, um reflexo das minhas atitudes?

Trazendo para o dia a dia de nossa vida, me lembrei de uma história ocorrida na Argentina que passo agora a relatar.

Na premiação do melhor agricultor da Argentina, um repórter pergunta a um agricultor o segredo de como ganhar, todos os anos o concurso nacional de melhor produtor de milho.

_ E que eu compartilho minha semente com os vizinhos. – responde o agricultor

_Mas porque se eles entram no mesmo concurso.

_ Olhando para os campos ele falou: O vento que vai daqui para lá e logo volta de lá para cá, leva o pólen do milho maduro. Se meus vizinhos plantarem milho de qualidade inferior, a polinização cruzada degradaria a qualidade do meu milho. Se vou semear bom milho devo ajudar ao meu vizinho fazer o mesmo.

O amor começa com os que estão mais próximos de nós, é com eles que temos de compartilhar o nosso milho para formar um tecido do corpo, onde se vive o Reino de Deus.

Você tem dado o melhor fruto de sua vida para aqueles que estão a sua volta, e assim, de volta, o pólem deste fruto volte a crescer na sua vida?

Domingo, 22 Janeiro 2012 12:07

Consertai as vossas redes!

Escrito por

alt

A liturgia deste domingo (22/01) me recordou uma história que ouvi e não me lembro aonde nem quando. Diz a pequena história:

Existia no Maranhão uma ilhota em que viviam três famílias de pescadores. Três casais e doze filhos. Todos pescavam em regime de cooperativado. O que pescavam dividiam por três. Um certo dia, voltando da pescaria, os pescadores perceberam que um grande peixe havia danificado muito a sua rede. No dia seguinte foram pescar sem reparar o estrago da rede. Quando recolheram a rede perceberam que não havia peixes. Todos haviam escapado pelos buracos nela existentes.

Assim o fizeram por vários dias e nada pescavam, até que por desesperança e comodidade pararam de pescar. As famílias começaram a passar necessidades e um dos filhos perguntou a seu pai:

Quinta, 19 Janeiro 2012 21:12

Formar ou informar? Eis a questão!

Escrito por
alt

Uma dúvida cruel assola o país: o que é mais

importante , formar ou informar? Devemos instruir ou educar? Famílias, escolas, igrejas e a sociedade de um modo geral vivem um grande dilema procurando respostas para essas questões.

Podemos dizer que tudo depende dos objetivos que traçamos para a vida daqueles que nos consideramos responsáveis direta ou indiretamente. Existem diferenças fundamentais entre informar e formar: quem informa tem sua visão centrada no hoje, no agora, nas necessidades imediatas. Já quem se preocupa com a formação tem sua visão no futuro, no amanhã, no crescimento do ser, portanto das pessoas e, por conseguinte da sociedade.

A educação tem seu fundamento na formação e não na informação. Educar tem como finalidade tornar o ser humano melhor. Preparar o homem para viver em sociedade. Precisamos ensinar, para formar, para educar.

Esta é a finalidade de qualquer um que tenha como meta utilizar o poder da comunicação junto a uma nação ou até mesmo de uma comunidade. Educar é tornar o ser melhor, não enfocando o ter, mas, acima de tudo ajudando o homem a viver e fazer uma reflexão entre o ter e o ser podendo optar e então possa mudar o seu modo de pensar, e mudar se for de sua vontade. Se acomodar em informar é estar satisfeito com o hoje sem a perspectiva do amanhã.

Enquanto Jesus esteve com seus discípulos não tratou das coisas que os incomodavam ou os acomodavam no seu dia-a-dia. Não informou ou tratou de festas, mas, tornou-se o elemento central da transformação e da formação de seus discípulos com visão de educar, de formar e mudar todos aqueles que os escutassem. Deixou como ensinamento para aqueles que só se preocupavam com o material uma lição: “E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?

Será que ainda acreditamos naquilo que ele nos ensinou?

Sigamos hoje o exemplo de Jesus.

Sexta, 13 Janeiro 2012 08:17

O sinal Vermelho

Escrito por

Arquivo Fotográficos - tráfego, luz. fotosearch - busca de fotos, imagens e clipart

Tinha saído do shopping e a mala do carro já estava repleta das compras de Natal. Ainda faltavam mais algumas para serem feitas. Chego no sinal e tenho que parar. Vejo à frente um menino, de aproximadamente dez anos, batendo no vidro dos carros para recolher algum trocado. Torço para o sinal abrir, mas o garoto chega perto de mim. Pego duas moedas de dez centavos. Abro o vidro e lhe digo que é pouco, mas é o que posso lhe dar. Imediatamente, ele põe a mão no bolso e retira um punhado de moedas. Olha para mim e diz: estou com pena do senhor que está pior do que eu. O meu outro bolso está cheio, posso dividir estas contigo. Pode levar. Respondo-lhe: que é isso, menino! Você precisa delas para ajudar sua família. O sinal abre e envergonhado desejo-lhe boa sorte. É mais uma lição que a gente aprende: os pobres conseguem partilhar a sua miséria. Chego em casa e penso: os armários estão cheios de roupas e de sapatos e de tanta coisa, que há muito tempo não uso. Está na hora de aprender a lição e começar a partilhar, doando uma parte para as casas de obras sociais ou entregar diretamente a quem precisa. Sento no sofá e pego o Jornal O Lutador. Deparo-me com um texto de um poeta anônimo de Malawi, África, que me questiona:

Terça, 30 Abril 2013 15:23

Dia dos trabalhadores

Escrito por

1º de maio – Dia dos trabalhadores

Nesta data a Comunidade Canção Nova preparou para você um dia de louvor muito especial. Por isso, queremos convidá-lo para louvar a Deus pelas graças alcançadas no âmbito profissional ou pedir uma intercessão de um emprego. Faça essa experiência.
Teremos a presença do Patriarca Maronita de Antioquia e de todo o Oriente, Cardeal Bechara Boutros Rai; um momento especial onde nos reuniremos com Sua Beatitude.

Quinta, 28 Junho 2012 00:27

Festival Santa Maria Goretti

Escrito por

flyer-frente-miniFesta de Santa Maria Goretti

A Paróquia Nsa Sra Amparo que tem como co-padroeira, Santa Maria Goretti está em festa! Comemoraremos a santa da pureza, a santa dos jovens com muita alegria!

- Tríduo festivo nos dias 02/03 e 05.07 às 18h30, seguido de missa com padre convidado, falando de temas para a juventude: Jovem e Jesus Cristo, Jovem e a Igreja e Jovem e a Sociedade.

- Missa Solene, dia 06.07 às 19h, seguido de barzinho da Goretti no estacionamento do Templo Maior.

- Dias 07 e 08, festa em um dos salões paroquiais com bandas católicas, barraquinhas, tendas de oração e jogos eletrônicos a partir das 16h.
Participação Comunidade Obra de Maria/CN
Comemoração de 01 ano do YOUCAT (Catecismo Jovem)
Festival de DANÇA (qualquer tipo de dança - inscrições limitadas)
Festival de DESENHO (mangá, HQ, cartoon, mão livre - inscrições limitadas)
 E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Traga seu grupo!

ENTRADA GRATUITA
Traga 1kg de alimento não perecível, produtos de higiene ou fralda infantil e geriátrica.

INFORMAÇÕES EQUIPE JMJ PAROQUIAL
Fabio - Fabio Lima 9448-5572
Marcos - Marcos Menezes Santos Flemming 9303-5983
Sandra - Sandra Regina Souza 9409-0651

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO AMPARO E SANTA MARIA GORETTI
AVENIDA DOM HÉLDER CÂMARA, 9.887
CASCADURA/RJ
TEL.: 2596-9095

Domingo, 24 Junho 2012 09:54

Festival Goretti de Arte e Dança

Escrito por
  A Paróquia Nossa Senhora do Amparo que tem como co-padroeira, Santa Maria Goretti está em festa! Comemoraremos a santa da pureza, a santa dos jovens com muita alegria!

- Tríduo festivo nos dias 02/03 e 05.07 às 18h30, seguido de missa com padre convidado, falando de temas para a juventude: Jovem e Jesus Cristo, Jovem e a Igreja e Jovem e a Sociedade.

- Missa Solene, dia 06.07 às 19h, seguido de barzinho da Goretti no estacionamento do Templo Maior.

- Dias 07 e 08, festa em um dos salões paroquiais com bandas católicas, barraquinhas, tendas de oração e jogos eletrônicos a partir das 16h.
Participação Comunidade Obra de Maria/CN

- Comemoração de 01 ano do YOUCAT (Catecismo Jovem)

- Festival de DANÇA (qualquer tipo de dança - inscrições limitadas)

- Festival de DESENHO (mangá, HQ, cartoon, mão livre - inscrições limitadas)

Informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Traga seu grupo!

ENTRADA GRATUITA
Traga 1kg de alimento não perecível, produtos de higiene ou fralda infantil e geriátrica.

INFORMAÇÕES EQUIPE JMJ PAROQUIAL
Fabio - Fabio Lima 9448-5572
Marcos - Marcos Menezes Santos Flemming 9303-5983
Sandra - Sandra Regina Souza 9409-0651

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO AMPARO E SANTA MARIA GORETTI
AVENIDA DOM HÉLDER CÂMARA, 9.887
CASCADURA/RJ
TEL.: 2596-9095  
Terça, 30 Abril 2013 16:23

Eucaristia

Escrito por

Padre Jonas Abib

Vivi uma experiência inesquecível há algum tempo. Num encontro onde estive pregando, enquanto distribuía a comunhão durante a missa, percebi uma alergia muito intensa na mão de uma pessoa que ia receber a Eucaristia. No momento em que coloquei a Hóstia Consagrada em sua mão a alergia desapareceu. Durante todo o restante do rito da comunhão, fiquei me perguntando: "Senhor, o que vi foi mesmo real ou foi impressão minha? O Senhor curou?"